sábado, 6 de outubro de 2007

PASSAGEIRO EM TRÂNSITO-1988 PASSAGEIROS EM TRÂNSITO - 2006






Não se compreende que as Publicações Dom Quixote publiquem um romance do escritor Agualusa com (quase) o mesmo título de um livro de Cristóvão.
Vejamos:
Passageiros em Trânsito, de Agualusa (2006);

Passageiro em Trânsito, de Cristóvão de Aguiar (1988 - 1994).

A diferença reside apenas no plural do primeiro. O romance de Cristóvão de Aguiar foi publicado em 1988. O de Agualusa em 2006.

O "PASSAGEIRO EM TRÂNSITO" é de Cristóvão de Aguiar.

HAJA RESPEITO!

30 comentários:

rui disse...

Olá, Amigo Lapa

Há certas coisas incompreensíveis!
Como é possível acontecer situações destas?
Haverá má fé?
É caso para dizer, "haja respeito!".

Bom fim-de-semana
Grande abraço

Fernanda e Poemas disse...

Olá Zézinho, grata pela tua visita, ao meu cantinho.
De facto tens razão haja respeito pelos nossos escritores. É muito identico os títulos.
Quanto a eu estar triste- não!!!!!!!!
Eu, como pseuda poeta vejo e revejo as pessoas apaixonadas e encontruas de alguma maneira sempre,
ou quase sempre tristes.
Não sabem amar em liberdade.
Para mim amar! ou quem ama de verdade dá espaço a´outra deseja vê-la feliz como um passarinho, esboaçando ao sabor do vento.
Eu quando escrevi este poema não pensei em mim, mas nas pessoas que acabei de descrever.
Lapa, meu querido amigo, estás diante de uma pessoa solitária e feliz. Gosto dos meus amigos, da minha família e sobretudo gosto de mim própria sem ser narcisista.
Um grande beijo desta tua amiga Fernandinha

Arion disse...

Caro Lapa,

Passei por aqui no dia que passou pelo encadernador de borboletas, mas só hoje me foi possível voltar com mais tempo. Permite-me que reitere o agradecimento pela visita ao meu canto.

Há dois anos visitei a ilha de São Miguel. Pedi a um amigo que lá tenho que me recomendasse alguns escritores açorianos. Dessa lista também consta Cristóvão de Aguiar, que, criminosamente, ainda não li.

Depois de conhecer este espaço parece-me que pouco tempo passará sem que o faça.

Obrigado! Abraço!

Alvaro Gonçalves disse...

Boa noite caro amigo,

Venho aqui agradecer-lhe a visita ao meu cantinho, ao meu perfil, mas me desculpe a ignorancia, mas agradecia que da próxima traduza o que deixa, pois não entendi nada, do que fala, me desculpe, mas a verdade é sempre o melhor meio para se chegar a qualquer lugar.
Um Xi - coração forte.

Lúcia disse...

é falta de imaginação, mesmo.

sveronica disse...

Plágio! Processa! Há uma falta de ética; pessoas não respeitam os direitos de terceiros, muitos plagiam, outros copiam e colam sem dar os devidos créditos.

Obrigada por visitar meu outro cantinho. É uma honra ter um escritor em minha casa, lendo meus devaneios.
Seja sempre bem vindo!

Beijos

Menina do Rio
http://meninamomentos.blogspot.com

Granny disse...

Ola

Obrigado

Lapa disse...

Arion:

Agradeço o seu comentário.

Prima facie, afigura-se-me essencial que a sua primeira abordagem à Obra de Cristóvão não labore em erro ou, pelo menos no equivoco que me parece ressaltar do seu comentário.
Já viu se lhe dissesse que tinha ido a Trás-os-Montes e que me tinham dado uma lista de autores TRANSMONTANOS onde também estava incluído Miguel Torga, que nunca tinha lido?

Cordiais saudações.

Arion disse...

Tem razão. Fui infeliz. Queira perdoar. Apenas quis dizer que foi uma forma de me inteirar da existência do autor. Se há formas privilegiadas de o fazer, pois desconhecia. Abraço, e bom resto de fim-de-semana!

** MARÍA ** disse...

Gracias por tu visita.

Bella composición de blog.

Besos,


** MARÍA **

ARISTIDES DUARTE disse...

No Hay Direcho...

MORGANA disse...

Obrigado por tu visita.
Grande abraço

david santos disse...

Olá, amigo Lapa!
Quando nesta área o respeito já deixa muito a duvidar, o que será em Portugal inteiro?
Não há dúvidas que questões como a que aqui levantas, são pertinentes e até, necessárias, mas a verdade também, é que a falta de carácter das pessoas ligadas aos livros, já se assemelha em muito, com a vulgaridade mal-educada.
Contudo, temos de continuar a denunciar estas situações.
Obrigado pelo teu trabalho e tem um bom Domingo.

Daniel Campos disse...

Com o escritor Lobo Antunes aconteceu uma coisa parecida. O romance "As Naus", estava para ser intitulado "O Regresso das Caravelas".Já se encontrava a capa impressa, quando se soube, através do registo de propriedade, que o título do livro havia já sido registado por um "videirinho" qualquer que nunca publicou qualquer livro com o título sonegado. Conclusão: a editora teve de mandar imprimir novas capas com o nome de "As Naus". O escritor, na sua ingenuidade, falou para os jornais antes de o livro sair, e foi esse o resultado. Porém, na tradução inglesa, respeitaram o título primitivo, traduzindo-o por "The Return of the Caravels". No caso do romance de Lobo Antunes nada se podia fazer no aspecto legal, mas no caso de Cristóvão de Aguiar acho que se pode ainda fazer qualquer coisa!Haverá alguém que saiba de direitos de Autor que possa dar uma explicação sobre este assunto? Lição a tirar: Nunca revelar o título de um livro antes de ser publicado!

jota disse...

Permita-me transmitir-lhe o quão fico grato p'la visita ao meu cantinho.

Mas... era suposto, dominar bem os caracteres do seu comentário?

É que como deve calcular... não entendo "patavina" do seu pensamento ou critica à foto que quer comentar e tb lhe garanto não pertencer a nenhuma "seita fundamentalista".

Quanto ao seu blog é um espaço a rever pela qualidade do mesmo.

modes amestoy disse...

hay que defender la esencialidad de cada uno.
Un abrazo

Papoila disse...

Amigo Lapa!
O seu coment�rio n blog em �rabe � imcompreens�vel porque n� domino nem a escrita nem a lingua. Fiquei curiosa e vim no seu encal�o.
Lament�vel o que refere.
O seu blog vai contar com a minha visita regular.
Bem Haja!

Sutra disse...

Olá

Vim agradecer a visita ao meu site, mas lamentavelmente apaguei o seu comentário sem me aperceber que não era uma das habituais mensagens de spam que proliferam no meu site, o que aconteceu devido ao facto de se encontrar em linguagem ininteligível para mim.

Pela qualidade do seu blog, decerto que seria um comentário interessante ao que escrevi no texto que comentou. Aguardarei de novo a sua opinião sobre o que escrevi, mas agradecia que em português, já que é essa a minha língua materna pois a língua árabe não é do meu domínio.
Obrigada

Quanto a Cristovão Aguiar, efectivamente não conhecia.

Um abraço
Sutra

Toze disse...

Não é igual é (quase) , qual a preocupação !

O Plural faz toda a diferença ! (Penso eu)

Abraço

JOSÉ FARIA disse...

Mas as Publicações Dom Quixote não tinha a obrigação de informar o autor que seria incorrecto, ou plágio, utilizar o titulo de um livro há muito nas bancas!?

Pitanga disse...

Huum, Dom Quixote? Não foram eles que publicaram Eu, Carolina? Então...

abraços e obrigada pela visita.

Alexiev disse...

Muy buen Blog... gracias por dejar un comentario en mi trabajo... me gusta mucho leer portugues...

Saludos desde Buenos Aires...

http://www.alexiev.com.ar
Alexiev Store

Vítor Alves disse...

A estratégia de deixar uma mensagem em caractéres árabes parece dar resultado, a julgar pelas visitas que obteve a este seu espaço.

Sou amigo do LA-C e, através dele, tenho tido o gosto e o privilégio de ler os textos de CA.Espero pelo seu regresso nesse ou outro espaço.

Recente visita aos Açores (S. Miguel) revelou que o arquipélago não cuida dos seus escritores. Em nenhuma das livrarias que visitei em Ponta Delgada pude encontrar qualquer obra de CA. A justificação era de que estavam esgotados. Se assim for, retiro a minha conclusão inicial.

Dani disse...

Lapa!

Pasaba de visita, espero todo este bien!
Saludos!

Rui Caetano disse...

Não dá para entender que hoje em dia aconteçam coisas destas.

Afronauta disse...

Será apenas falta de lembrança, de amnésia editorial?

troya disse...

gracias por la visita

LADY LUXIE disse...

Hello Sir!

You visited my one of my blogs some time ago and I am here to thank you for dropping by...

Yours here is very interesting..it speaks of writing and art..both of which are my loves:>

Have a nice day dear sir!

Elisa (Italia) disse...

Ciao
volevo farti i complimenti hai un sito bellissimo un abbraccio dall'Italia
Elisa

Congratulations on a beautiful website
Loved everything on your site and you did a magnificent job. You should be proud of yourself
if youhave just a minute, visit me back and live a comment with your link, so other Italian people will be able to visit your blog
Elisa

maria faia disse...

Certo!
Também cá estou.
Gosto muito de Cristóvão de Aguiar.

Cyrano de Bergerac

Cyrano de Bergerac
Eugénio Macedo - 1995

TANTO MAR

A Cristóvão de Aguiar, junto
do qual este poema começou a nascer.

Atlântico até onde chega o olhar.
E o resto é lava
e flores.
Não há palavra
com tanto mar
como a palavra Açores.

Manuel Alegre
Pico 27.07.2006