segunda-feira, 29 de outubro de 2007

"MIGUEL TORGA O LAVRADOR DAS LETRAS, UM PERCURSO PARTILHADO", DE CRISTÓVÃO DE AGUIAR, ALMEDINA 2007, SAI PARA A SEMANA. CAPA EM ESTREIA ABSOLUTA

Coimbra, 21 de Novembro de 1994
A Igreja Católica está apostada em converter o herege de A Criação do Mundo. Já não lhe bastava a visita de padres, seus amigos ou conhecidos. A Hierarquia entendeu que, para um ateu da grandeza de Torga, só um bispo... E enviou ao hospital um prelado dessa categoria para o tentar converter... “Sabe, senhor doutor, Deus é Pai e bastaria uma só palavra sua para eu lhe dar a absolvição. Pense, senhor doutor, Deus é Pai, bastava uma palavrinha sua e...” “Qual Pai, senhor, não preciso da sua absolvição, nem ela me valia de nada, hei-de morrer assim, coerente com a vida que sempre levei”...
(Cristóvão de Aguiar)

Coimbra, November 21st, 1994
The Catholic Church is resolute in converting the heretical author of A Criação do Mundo. (The Creation of the World). It would not be enough the visit of priests, friends of his or mere acquaintances. The Hierarchy understood that for an atheist of a magnitude of Torga only a bishop would suit. In addition, it sent to the hospital a prelate of that status in order to try to convert the Poet… “You know, doctor, God is our Father only one word of yours would be enough for me to give you the absolution. Think, doctor, God is our Father and only one word of yours and…” “Nonsense, sir, I do not need your absolution, not even would it be of any use to me: I will die like this ─ coherent with the life I have always led”…
(Written in English by Cristóvão de Aguiar)

Coimbra, 21 de Nobiembro 1994
La Iglesia Católica resolvió convertir al autor herético de "A Criação do Mundo" (La Creación del Mundo). No sería bastante la visita de sacerdotes, de sus amigos o de meros conocidos. La jerarquía entendía que para un ateo de la magnitud de Torga solamente le satisfaría un obispo... Además, envió al hospital a un prelado de ese estado para intentar convertir al poeta… "Usted lo sabe doctor, Dios es nuestro padre, basta solamente una palabra suya para darte la absolución. Piénselo doctor , Dios es nuestro padre y solamente una palabra suya y…" "…..No, eso es Absurdo, señor, no necesito su absolución, no me serviria de nada , Moriré así ,coherente con la vida que siempre llevé"…

(La traduction en Espanol es de José António Caparros que gentilmente hay enviado por e-mail).

UM PEQUENO GRANDE LIVRO.
A NÃO PERDER!
TAMBÉM À VENDA NO BRASIL.

4 comentários:

Analuka disse...

Caro Cristóvão, tomarei a liberdade de linkar teu blog ´lá no meu, para facilitar futuras visitas, está bem? Abraços pintados.

Lapa disse...

analuka:
Só para esclarecer um pequeno equívoco: Eu sou o lapa, Cristóvão é o escritor que também colabora neste blogue.
Muito obrigado pelas suas palavras e pelo interesse demonstrado.
Também visitarei mais vezes o seu blogue.

pbsweeney disse...

Thank you for stopping by. I will look for these works in English, as now I am fascinated.

Peace,
Patricia

Barão Van Blogh disse...

Viva caro Cristóvão :
Hoje vaguei aqui um pouco pela sua soberba página , gostei deveras , tudo o que apreciei .

Até breve uma boa semana .
Abraços .

Cyrano de Bergerac

Cyrano de Bergerac
Eugénio Macedo - 1995

TANTO MAR

A Cristóvão de Aguiar, junto
do qual este poema começou a nascer.

Atlântico até onde chega o olhar.
E o resto é lava
e flores.
Não há palavra
com tanto mar
como a palavra Açores.

Manuel Alegre
Pico 27.07.2006