quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Fernando Monteiro Fernandes, miniaturas variadas, Soito Sabugal

6 comentários:

Susana Charrua disse...

Olá "Lapa" Aguiar!

Muito obrigada por estar sempre presente e dizer-nos isso.
Tudo boa gente!

Um Bom Ano!

Cumprimentos

Su disse...

bom ano...

jocas maradas...sempre

Lídia disse...

Olá,
Agradeço a sua visita. Bom Ano! Saudações portuguesas a partir da Turquia :)

redonda disse...

Feliz 2008 :)

Maiara Mascarenhas disse...

Como?

BELMAR disse...

muy buenas! (very good!)

Cyrano de Bergerac

Cyrano de Bergerac
Eugénio Macedo - 1995

TANTO MAR

A Cristóvão de Aguiar, junto
do qual este poema começou a nascer.

Atlântico até onde chega o olhar.
E o resto é lava
e flores.
Não há palavra
com tanto mar
como a palavra Açores.

Manuel Alegre
Pico 27.07.2006