sexta-feira, 13 de junho de 2008

Fernando Pessoa, pelo escultor e artista plástico Fernando Monteiro Fernandes, Soito-Sabugal.


4 comentários:

Rui Caetano disse...

O nosso grande poeta.

Anónimo disse...

Eu nunca amei
amo apenas a ideia
de alguma vez ter amado...

Roseane, disse...

Agora deu vontade de ler Pessoa. Bom final de semana!

KNITTING ART disse...

I couldn't understand any-but perfect figure.Happy Father's Day:)
Sincerely yours,

Cyrano de Bergerac

Cyrano de Bergerac
Eugénio Macedo - 1995

TANTO MAR

A Cristóvão de Aguiar, junto
do qual este poema começou a nascer.

Atlântico até onde chega o olhar.
E o resto é lava
e flores.
Não há palavra
com tanto mar
como a palavra Açores.

Manuel Alegre
Pico 27.07.2006