terça-feira, 29 de julho de 2008

Faço minhas estas sábias palavras...

- De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)
_____________________________________________________________
Constato que a lei não é de aplicação geral e abstracta! Existe apenas e só para quando e se o sistema quiser perseguir alguém...
A Discricionariedade está transformada em livre arbítrio.

José Manuel de Aguiar.
_____________________________________________________________

1 comentário:

Nauma disse...

Las puedo hacer mias tambien? Las hallo justas para mis pensamientos.

Cyrano de Bergerac

Cyrano de Bergerac
Eugénio Macedo - 1995

TANTO MAR

A Cristóvão de Aguiar, junto
do qual este poema começou a nascer.

Atlântico até onde chega o olhar.
E o resto é lava
e flores.
Não há palavra
com tanto mar
como a palavra Açores.

Manuel Alegre
Pico 27.07.2006