segunda-feira, 12 de maio de 2008

CAMPO PEQUENO XXX Capeia Arraiana da Casa do Concelho do Sabugal, 31 de Maio de 2008, 17h00.






















A XXX Capeia Arraiana da Casa do Concelho do Sabugal, associação regionalista com sede em Lisboa, realiza-se no dia 31 de Maio de 2008, às 17 horas, na Praça de Touros do Campo Pequeno.
A Capeia Arraiana é uma tourada única no Mundo com origem nas Terras de Ribacôa mais concretamente nas aldeias raianas do concelho do Sabugal, no distrito da Guarda. A tradição das Capeias cuja origem se perde nos tempos é um manifestação viril da juventude arraiana aliada à presença do «Forcão» em praças improvisadas nas aldeias. O «Forcão» é um instrumento de madeira em forma de triângulo, com um peso aproximado de 300 quilos, constituído por fortes troncos de carvalho, bifurcados à frente e reforçados no meio por madeiros transversais. Na frente destacam-se as duas galhas, esquerda e direita, para que o touro possa marrar numa luta constante entre a força do animal e a valentia dos rapazes desenhada num bailado permanente quer rodopiando quer aguentando as investidas do animal. É importante destacar que o touro não é picado nem batido e no final sai da praça sem nenhuma ferida ou sangue visível.
Nas terras raianas do Sabugal a Capeia Arraiana é antecedida do encerro que consiste em trazer os touros vigiados por cavaleiros desde os seus lameiros em Espanha até à aldeia onde se realiza a tourada. Com a chegada dos emigrantes no mês de Agosto a Capeia acontece quase diariamente nas várias aldeias sabugalenses.
A Casa do Concelho do Sabugal foi fundada a 13 de Fevereiro de 1975 por alguns naturais do concelho do Sabugal, radicados na capital.
A primeira Capeia Arraiana em Lisboa, teve lugar na Praça de Touros do Campo Pequeno em 1978 e desde então foram realizadas todos os anos (com excepção de 2007) pela Casa do Concelho do Sabugal. As obras no Campo Pequeno obrigaram a que algumas edições tivessem lugar nas praças de Cascais, Vila Franca de Xira, Sobral de Monte Agraço, Moita e Paio Pires e por convite já foram realizadas exibições em Arruda dos Vinhos e Santarém.
A edição de 2008, a XXX Capeia Arraiana da Casa do Concelho do Sabugal, volta ao «novo» à Praça de Touros do Campo Pequeno no sábado, 31 de Maio de 2008 com início marcado para as 17 horas.
A Direcção da Casa do Concelho do Sabugal convidou especialmente o Procurador-Geral da República, Fernando Pinto Monteiro, o Presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Manuel Rito Alves, o Arcebispo de Évora, D. José Alves, o Presidente da Câmara de Alcobaça, José Sapinho, a Directora do Museu Oriente, Natália Correia Guedes, os deputados do Círculo Eleitoral da Guarda e outras individualidades com ligações à região.
A Festa contará, igualmente, com a presença dos muitos sabugalenses radicados na Grande Lisboa e daqueles que residem no Sabugal e se estão a organizar em vários autocarros para assistir à Capeia na capital.
Os bilhetes estão à venda na Casa do Concelho do Sabugal, Avenida Almirante Reis, 256, 2.º, Dto. em Lisboa ou no próprio dia da Capeia nas bilheteiras do Campo Pequeno.
As acreditações para a Comunicação Social podem ser feitas para o email: casadoconcelhodosabugal@gmail.com

Vídeo com Capeias Arraianas:
http://vodpod.com/watch/563346-capeias-2007-sabrina-natário?pod=capeiaarraiana

Capeia Arraiana - A tradição sabugalense mostra-se em Lisboa
José Carlos LagesGabinete de Comunicação e ImagemCasa do Concelho do Sabugal

4 comentários:

Anónimo disse...

Lapa:
Obrigado pelo seu post e pela divulgação cultural que V. Exa. faz.
Estava para condená-lo por divulgar barbaridades contra os animais no seu prestigiado blogue...
Contudo, e depois de uma breve pesquisa, pude constatar que a Capeia Arraiana -o Forcão propriamente dito- é a única tourada que se pode tolerar. Por não causar, enfim, grande dano ao animal (toiro) que também é criatura de Deus…

Assim, apesar de eu ser anti-touradas, declaro que excepciono a capeia arraiana e o furcão arraiano (sabugalense) do rol das touradas a interditar, doutamente propugnada pelos defensores dos direitos dos animais –onde me incluo, por que não violam quaisquer direitos dos animais, dignos de protecção jurídica.

Assim sendo, gostaria de ver os meus colegas, protectores dos direitos animais, apoiar esta Capeia Arraiana, no Campo Pequeno, e que a dêem como exemplo de uma tourada que é admissível e sustentável à luz dos princípios modernos da salvaguarda dos legítimos direitos dos animais, tanto mais que esta tourada – benigna - constitui o verdadeiro estandarte, o ex-líbris, o elemento distintivo da autonomia cultural da Região Sabugalense, que une e distingue toda uma região que merece e reclama mais apoios do poder central.

zidora disse...

Muy bonito anche qui! Sei portoghese? Capisco poco la lingua ma il blog mi piace tanto. Tornerò a leggere. Ciao!

Estel_Julià disse...

Olá Lapa,

Que curiosa a coincidência com Espanha nas cultura dos touros¡ Eu conheci os Forçaos em Madeira.

Um saúdo,

Estel J.

Lapa disse...

Julià:
Se viste na Madeira, deve ser uma falsificação da Raia Sabugalense...


Saludos!

Cyrano de Bergerac

Cyrano de Bergerac
Eugénio Macedo - 1995

TANTO MAR

A Cristóvão de Aguiar, junto
do qual este poema começou a nascer.

Atlântico até onde chega o olhar.
E o resto é lava
e flores.
Não há palavra
com tanto mar
como a palavra Açores.

Manuel Alegre
Pico 27.07.2006